Um brinde

em

A mensagem inesperada de boa noite antes de fechar os olhos. A brisa fresca no fim de uma tarde muito quente. O abraço de um amigo que há muito não via. O ombro familiar para encostar a cabeça em uma longa viagem… A raridade do permanente na era do efêmero fortalece o significado dos momentos frugais, das palavras marcantes, das sensações inéditas, dos pequenos detalhes que nos transformam sem percebermos. São as coisas simples que resistem ao tempo. Elas não estabelecem regras, não solicitam documentação, nem foto 3×4. As coisas simples são e ponto.

Que sejamos e ponto.

– BAH

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

    1. BAH disse:

      Muito obrigado, Diego! ^^

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s